quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Cabo Vidal morre durante deslocamento em busca de tratamento médico em Teresina


Cabo Tadeu, colega de farda, comunicou numa rede social na noite desta terça-feira (19) o falecimento do também Cabo PM, Vidal, enquanto se deslocava para Teresina em busca de tratamento médico, infelizmente veio a óbito antes de chegar à capital. O corpo já se encontra em deslocamento para Parnaíba onde será velado na casa de seus familiares na rua Paraná nº 409, Bairro São Francisco, em Parnaíba.

Vidal era muito querido e respeitado em Parnaíba, onde trabalhou por longos anos no combate ao crime e em defesa da sociedade. Nossos sentimentos á família enlutada.

Folha de Parnaíba

Marinha e Semar recomendam governo a não decretar emergência por manchas de óleo

No início da noite desta terça-feira (19), o governo do estado confirmou que não irá decretar, por enquanto, situação de emergências nas cidades atingidas pelas manchas de óleo. 

O coordenador estadual de Comunicação, Allisson Bacelar, informou que a Marinha relatou que não houveram novas incidências de manchas de óleo no litoral piauiense.

"O parecer das instituições diz que não há necessidade, no momento, de decretação de emergência, caso agrave a situação e tenhamos novo relatório poderá ser decretado", disse Allisson Bacelar.

Desde ontem, a governadora em exercício Regina Sousa acompanha de perto as ações para conterem os vestígios de petróleo cru nas praias piauienses.

Cerca de 3,4 toneladas de material oleosos já foram retirados do litoral. Das 16 praias piauienses, sete foram afetadas pelas manchas, três delas - Atalaia, Peito de Moça e Pedra do Sal - foram declarados impróprias para o banho. 

No final de semana, os pescadores solicitaram via carta manifesto um pedido para que o governo decretasse situação de emergência. Eles alegavam risco de contaminação para as pessoas que moram e visitam a região. 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Paraíba antecipa Natal de Ofertas para deixar sua casa mais bonita

 O Armazém Paraíba, maior loja de departamentos da região Norte o Piauí, antecipou o Natal com super ofertas na Linha de Móveis, Sofás e Colchões para deixar sua casa e seu quarto mais bonitos. 



Nosso Jornal de Ofertas Natalinas está recheado de oportunidades imperdíveis. Confira!




ATENÇÃO - Registradas duas mortes por meningite e se investiga terceiro caso no Piauí


A coordenadora da Atenção Básica do Município de Barras, enfermeira Gorete Lages, afirmou que dois moradores da cidade morreram vítimas de Meningite Bacteriana neste segundo semestre, ambos os casos foram confirmados por laudo médico. Uma terceira morte, ocorrida nesta segunda (18), de um adolescente de 17 anos também morador de Barras, está em investigação e aguarda diagnóstico final. 

Caso a terceira suspeita seja confirmada para Meningite Bacteriana, serão três mortes pela doença em pouquíssimo tempo em um único município. Nos dois primeiros casos, faleceu uma senhora (entre 50 e 60 anos), que morava na área urbana, e um adolescente (12 anos), que residia na zona rural da cidade. A coordenadora reforçou que os três pacientes não tinham contato um com o outro.

"Nós tivemos os dois primeiros casos confirmados por meio de laboratório, mas o de hoje não há confirmação. O paciente, que é um adolescente de 17 anos, apresentou os sintomas clínicos para Meningite Bacteriana, mas o quadro também apontava para Dengue Hemorrágica. Então, estamos aguardando os exames. Nesse caso específico, não estamos descartando nem confirmando para nenhuma dessas doenças. Ele foi internado na semana passada", disse a coordenadora. 

Nos três casos, os pacientes foram encaminhados do Hospital Regional Leônidas Melo para o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, em Teresina. Todos faleceram em Teresina. 

Descarte de surto
As mortes envolvendo a doença provocaram pânico nos moradores do municípios; muitos chegaram a falar em possível surto da doença. A coordenadora Gorete Lages descarta, neste momento, uma situação alarmante. Medidas preventivas foram estabelecidas para evitar que mais pessoas contraiam a doença.

"Nos três casos, a Secretaria Municipal de Saúde deu total assistência às pessoas doentes que foram assistidas pela equipe Saúde da Família. Inclusive, fizemos o processo de quimioprofilaxia com quem os pacientes tiveram contato, nos familiares e na escola. Houve a medicação para evitar casos futuros".

"Tivemos vários boatos, mas queremos apenas ressaltar que as equipes da Saúde da Família estão prestando toda a assistência necessárias, fazendo palestras nas escolas e unidades de saúde, acompanhando os prontuários dos pacientes".
Equipes da Saúde da Família também estão em busca ativa nos cartões de vacina de crianças e adolescentes para vacinar aqueles que não estão imunizados contra a doença, que possui mais de um tipo de manifestação. 

A coordenadora apurou que a primeira vítima, a senhora entre 50 e 60 anos, não era vacinada contra a doença. Com relação aos dois adolescentes, não há confirmação. 

A doença
O Ministério da Saúde esclarece que a "meningite é uma inflamação das meninges, membrandas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave". 

A principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação. Outras formas de prevenção incluem: evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos, além da higienização pessoal.
"A meningite é uma síndrome na qual, em geral, o quadro clínico é grave, por isso no momento em que achar que você ou alguém pode estar com sintomas de meningite deve procurar atendimento médico o mais rápido possível. Um médico pode determinar se você tem a doença, o tipo de meningite e o melhor tratamento".

"Na meningite bacteriana, geralmente, a transmissão é de pessoa a pessoa, por meio das vias respiratórias, por gotículas e secreções das vias aéreas superiores (do nariz e da garganta). Já na meningite viral a transmissão é fecal-oral".

Mais informações sobre a doença. Clique Aqui!

Carlienne Capraso
carliene@cidadeverde.com

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Pescadores pedem estado de emergência por conta do óleo no Delta do Parnaíba


O Movimento dos Percadores e Pescadoras Artesanais do Piauí (MPP-PI) quer a decretação de estado de emergência em saúde pública, por conta das manchas de óleo que estão aparecendo no Delta do Parnaíba. Em manifesto divulgado no sábado (16), os trabalhadores afirmam que há risco de vida aos cidadãos que moram ou visitam a região por causa da contaminação causada pelo óleo.

"É necessário decretar estado de emergência em saúde pública, conforme propôs a Fundação Oswaldo Cruz, para monitorar os níveis de contaminação do ambiente, dos pescados e das pessoas que têm tido contato direto com o óleo ou que continuam utilizando as praias para o lazer. As consequências serão de longo prazo para a saúde da população", diz o manifesto.

Os pescadores relatam ainda que várias espécies de mariscos podem estar contaminadas. “Não vai ficar pedra sobre pedra da biodiversidade, que é a sobrevivência dos pescadores dentro do berçário do Delta, com o que está acontecendo. Este petróleo contamina mariscos, caranguejos, ostras, camarões, siris, peixes e todo o ambiente. Não vai matar só os pescadores, mas também toda a população e o turismo", relata o documento.

O Movimento pede ainda que seja feita ajuda financeira aos pescadores afetados pelas manchas de óleo.

"São necessárias e urgentes medidas para apoio financeiro aos pescadores e pescadoras que estão, gradativamente, diminuindo sua renda tanto pela dificuldade de venda, como da impossibilidade de pescar pela contaminação dos locais de pesca. Seguro defeso não deve ser utilizado como instrumento para isso, pois diversas espécies impactadas não tem defeso, a exemplo do caranguejo, siri, ostras, mariscos e peixes de mar em geral", afirma o manifesto.

Neste domingo, autoridades ligadas ao meio ambiente, Marinha e Exército, se reuniram para traçar estratégias de como limpar o Delta do Parnaíba, afetado com as manchas de óleo que voltaram a aparecer no litoral do Piauí desde a última quinta-feira. Segundo informações da Marinha, repassadas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), cerca de uma tonelada de óleo chegou ao único delta em mar aberto das américas.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Correia Lima envia carta ao governador solicitando aposentadoria

Correia Lima cumpre pena em presídio de Parnaíba Foto: Arquivo do Piauí Hoje
O ex-coronel José Viriato Correia Lima, 67 anos, enviou uma carta ao governador Wellington Dias solicitando que seja reconhecido seu direito a uma aposentadoria, pois teria contribuído tempo suficiente à previdência estadual para ter direito ao benefício.

A carta, escrita à mão, chegou ao governador recentemente, mas também já é de conhecimento de outras autoridades, como o capitão Fábio Abreu, secretário de Segurança, o comandante geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, e o coronel Carlos Augusto, deputado estadual e ex-comandante geral da PM.
Correia Lima registrou a carta nos Correios, com Aviso de Recebimento - AR, para ter garantia de que chegaria ao destinatário. Isso significa que ele foi orientado por advogado e demonstra a intenção de recorrer à Justiça para exigir o direito à aposentadoria, caso o Estado rejeite, administrativamente, a concessão do benefício solicitado.

O portal PiauiHoje.Com teve informações sobre trechos da carta, que até agora era mantida em sigilo. No documento, o Correia trata o governador com "humildade e educação" e alega querer se aposentar porque sua família passa necessidades desde que perdeu seus proventos.
Wellington Dias: caso está sendo avaliado
Rompendo o sigilo da carta, nossa reportagem procurou saber sobre o que foi decidido em relação ao pedido do ex-militar mas ninguém do governo quis falar. Porém, o próprio governador confirmou que recebeu a carta. "Ele pediu para ser tratado sobre aposentadoria. Já está sendo analisado o pedido", disse o governador Wellington Dias.

PRISÃO - O ex-coronel Correia Lima está preso desde 1999. Na época ele foi acusado de comandar o crime organizado no Piaui. Foi denunciado e condenado por vários crimes, principalmente homicídios, e recebeu penas que, somadas, passam de mais 117 anos prisão.

Durante esses mais de 20 anos que cumpre pena, o ex-coronel mantem-se fiel aos amigos que considera. Nos vários depoimentos que prestou às polícias e à Justiça ele nunca delatou nenhum e mantém guardados todos os segredos dos tempos em que era o "temido chefe do crime organizado no Piauí".

Atualmente ele está recolhido na Penitenciária Mista de Parnaíba, onde já teve o benefício de sair para trabalhar durante o dia e voltar para a cadeia à noite. Mas essa progressão de regime teria sido concedida ilegalmente por um juiz e, por isso, logo foi revogada pelo Tribunal de Justiça do Piauí.

Fonte:Piaui hoje

Pré-pagos: linhas desatualizadas serão bloqueadas nesta segunda no Piauí


As linhas pré-pagas que estão desatualizadas no Piauí vão ser bloqueadas nesta segunda-feira (18). O alerta é da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Além do Piauí, a medida vale para consumidores dos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe e São Paulo. Menos de 1% dos 91 milhões de celulares pré-pagos dessas regiões apresenta alguma pendência cadastral.

Esta é última fase da campanha de comunicação aos consumidores com cadastros desatualizados, realizada pelas prestadoras Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Tim e Vivo, dentro do Projeto Cadastro Pré-Pago, acompanhado pela Anatel. O objetivo da iniciativa é garantir uma base cadastral correta e atualizada, a fim de evitar a ocorrência de fraudes de subscrição (linhas associadas indevidamente a CPFs) e, dessa forma, ampliar a segurança dos consumidores.

Segunda e terceira etapas. Em 2020, serão iniciadas a segunda e a terceira etapas do Projeto Cadastro Pré-Pago. Além da disponibilização, prevista para o dia 6 de janeiro, de um Portal de Consulta de Linhas por CPF (em construção), serão realizadas outras medidas para melhoria dos procedimentos de habilitação de novos chips.

Como atualizar o cadastro. Quem tiver a linha pré-paga bloqueada poderá proceder à atualização dos dados cadastrais junto à sua prestadora por meio dos canais de atendimento disponíveis, como call center e espaço reservado ao consumidor na internet. Nesse contato, devem ser informados o nome completo e o endereço com o número do CEP. No caso de pessoa física, é necessário informar o número do CPF e, para pessoa jurídica, o CNPJ. Também poderão ser solicitadas informações adicionais de validação do cadastro.

Para garantir que o SMS de solicitação de recadastramento recebido foi, de fato, encaminhado pela prestadora contratada, o consumidor pode conferir os números utilizados pelas prestadoras para envio destas mensagens na página Cadastro Pré-Pago, no portal da Anatel na internet.

Fonte: Anatel

sábado, 16 de novembro de 2019

Já totaliza 1,5 tonelada de óleo recolhido nas praias piauienses

Força-tarefa recolhe 1,5 tonelada de material oleoso das praias dos quatro municípios do litoral piauiense.

A força-tarefa formada para limpar a praia de Atalaia retirou 910 kg de material oleoso em apenas dois dias, quinta (14) e sexta (15). Desde o dia 02 de setembro, até hoje, dia 15 de novembro, o grupo recolheu pouco mais de 1,5 tonelada do produto das praia piauienses. As manchas de óleo atingem todo o litoral nordestino.

Desde quinta (14), quando o material voltou a atingir o litoral piauiense, grupos se uniram para limpar as localidades afetadas. Devido a grande presença de manchar de óleo, a Semar considerou a praia de Atalaia imprópria para banho.

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Lima, informou que, além da Praia de Atalaia, foi detectado a presença das manchas em outras praias, mas em pequenas quantidades.

Nesta quinta, a força-tarefa retirou 5 kg de material oleoso da Praia Peito de Moça, que após retirada do produto, é considerada uma praia limpa, segundo o comandante. Além das pequenas manchas nessa praia, a Marinha identificou esporádicas manchas na Praia do Coqueiro.


"Agora, apareceu uma grande quantidade de óleo na Pedra do Sal. Ainda está sendo feito a limpeza", acrescentou.

O Ibama também detectou na quinta (14) a presença de pequenas manchas de óleo na Praia de Pontal, em Ilha Grande.

A limpeza das praias ocorreu sob a coordenação da Marinha do Brasil. A força-tarefa conta com a participação de marinheiros e fuzileiros navais, representantes das prefeituras dos municípios afetados, voluntários, membros da Semar e Ibama.

As primeiras manchas apareceram no dia 27 de setembro no Piauí e pararam de aparecer no dia 30 de setembro. Naquela época, das 16 praias, sete foram afetadas. Após o dia 30, as manchas retornaram na última quinta (14).

"As praias estavam limpas, mas, na véspera do feriado, detectamos a presença de óleo na praia de Atalaia. Prontamente, iniciamos o trabalho de limpeza e contamos com o apoio da Prefeitura de Luis Correia, dos fuzileiros navais da Marinha do Brasil (que vieram de Belém para trabalhar no monitoramento das praias), Semar, prefeituras, voluntários", disse.

Atualização PARCIAL da tabela em 27/09/19 a 15/11/19
Luís Correia: 1 215 kg
Parnaíba: 201 kg
Ilha Grande: 97 kg
Cajueiro da praia: 1kg
Total: 1514 kg

Praias piauiense afetadas
A auditora fiscal ambiental da Semar, Waneska Vasconcelos, confirmou que o novo surgimento das manchas identificado nesta quinta-feira (14) afetou cinco praias do Piauí. “Encontramos reincidência das manchas de óleo na Praia do Pontal (Ilha Grande), em Pedra do Sal (Parnaíba), em Atalaia, Peito de Moça e Coqueiro (Luís Correia)”.

Em contato com a equipe de fiscalização da Semar que assegurou que, no momento, apenas a praia de Atalaia é considerada imprópria para banho. Uma nova avaliação das praias será dada na manhã deste sábado (14), na qual será informada se os locais permanecem próprios para banho.

Até o momento foram registradas novas incidências de manchas nas praias de:
Praia do Pontal
Pedra do Sal
Atalaia
Peito de Moça
Coqueiro

Orientação para banhistas
A orientação dos órgãos de monitoramento é evitar o contato direto com as manchas e acionar a prefeituras e as equipes de plantão. “Aconteceu de alguns banhistas terem pisado nas manchas. Indicamos que a retirada seja feita com óleo de cozinha ou óleo mineral. Caso alguém tenha algum sintoma alérgico, deve procurar uma unidade de saúde mais próxima”, explicou a auditora ambiental.

Neste sábado (16), as praias deverão ser sinalizadas com placas alertando os banhistas sobre os riscos de contato com o óleo.

Carlienne Carpaso e Valmir Macêdo/Cidade Verde | Edição: José Wilson | Jornal da Parnaíba

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Após interdição da Praia de Atalaia, turistas migram para outros locais

Desde as primeiras horas da manhã deste Feriado da Proclamação da República, equipes da Capitania dos Portos do Piauí, sob o comando do capitão Benjamin Dante Lima, atuam na limpeza de manchas de óleo que surgiram desde ontem (14), nas margens da Praia de Atalaia, em Luís Correia.


Veja o vídeo:
Conforme relata do capitão Dante, desde o dia 02 de setembro a Capitania dos Portos faz o monitoramento das praias do Piauí, sendo que até então nenhum perigo químico havia sido detectado. No entanto, com este novo episódio, eles começaram imediatamente a limpeza, contando com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente de Luís Correia (Semar) e do Corpo de Bombeiros.

“Em sua análise a Semar do Estado considerou a Praia de Atalaia imprópria para banho. Esta é uma medida preventiva para evitar o contato dos banhistas com este óleo que possivelmente pode trazer dados para a saúde ou para a pele”, informou.


Impacto direto no turismo
Na quarta-feira (14), a Semar do Estado emitiu uma nota informando a interdição da praia. A notícia de imediato provocou o esvaziamento de turistas na orla de Atalaia. Para os comerciantes que haviam se preparado para receber um grande público neste feriado, a decepção e prejuízo foram tremendos.

Uma vendedora de óculos e chapéu disse que ficou assustada ao chegar à praia e ver filas de carros e ônibus de excursão migrando para o Coqueiro e demais praias. “Esperávamos encontrar várias pessoas em Atalaia, mas para nossa decepção nos deparamos com esta notícia da interdição da praia. Somos autônomos e agora ficamos sem saber quando poderemos voltar a trabalhar”, lamentou a vendedora.


Comerciantes contestam nota da Semar
Em um áudio que circula em grupos de WhatsApp de Parnaíba e Luís Correia, a senhora Vânia, proprietária do Bar 70, conhecido empreendimento no litoral, desabafa e faz duras críticas ao governador Wellington Dias (PT), ao prefeito Kim do Caranguejo (PSB) e demais gestores públicos. Na análise dela, não há motivos para alardes.

“O governo estadual e municipal não investem no turismo do litoral do Piauí. Somos nós comerciantes que mantemos esta praia viva e agora somos apunhalados desta maneira”, desabafa.

Ouça o áudio:

https://soundcloud.com/luzia-paula/proprietaria-de-bar-em-atalia-contesta-nota-da-semar-sobre-manchas-de-oleo

Por Luzia Paula

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

O Paraíba funcionará até as 13:00 desta sexta-feira, feriado de 15 de Novembro

PC do B poderá ter candidatura própria à prefeito de Parnaíba

Doutor Lima
O Partido Comunica do Brasil, em Parnaíba (PC do B), que nas últimas eleições tem sido aliado do Partido dos Trabalhadores (PT), poderá sair, nas próximas eleições, com candidatura própria a prefeito de Parnaíba. A informação é de um membro da executiva municipal do partido, que pediu para não ser identificado.

De acordo com a fonte, o nome para entrar na disputa seria do advogado José de Sousa Lima (Doutor Lima), ex-presidente da OAB, subseção Parnaíba, histórico comunista, que é um dos principais militantes do partido. Caso se confirme a informação, Dr. Lima deverá ser mais um nome no leque de opções dos nomes que deverão pleitear, em 2020, a sucessão do atual prefeito Mão Santa.

Considerando as especulações de que o PT trabalharia a possibilidade de ter também candidatura própria a prefeito, é mais um sinal de que as oposições estão divididas no município, o que facilitaria a reeleição do atual prefeito.

Fonte: Blog do B.Silva

Policial baleado não consegue ser atendido pelo Plamta e nem pelo Heda e agoniza desde as primeira horas da manhã


Desde as primeiras horas desta quarta-feira (13), o policial civil Batista Mota, que encontra-se baleado no Heda, não consegue ser operado.

Um outro policial que o socorreu contou que ele encontrava-se em casa dormindo e teve um pesadelo no qual sonhava com o governador W. Dias (PT). Numa estranha mistura entre ficção e realidade, o policial ainda meio adormecido sacou a arma para atirar, mas acabou acertando a própria perna (direita).

"Ele estava dormindo e sonhou com o Satanás. Nessa hora ele atirou no cão, mas o balanço atingiu foi a perna dele. É tanta pressão e desvalorização que os policiais do Piauí sofrem que nosso colega até chegou a ter um pesadelo como esse", relatou o Policial que levou o profissional feriado para vários hospitais de Parnaíba, porém, nenhum atende pelo Plamta (o plano de saúde dos servidores do Estado que está falido).

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Armazém Paraíba apresenta belíssima coleção Plus Size

O Armazém Paraíba da Avenida Presidente Vargas dispõe de uma imensa variedade de confecções Pluz Size para as clientes mais exigentes, que buscam elegância e qualidade. São diversas peças exclusivas como blusas, saias, vestidos, macaquinho e macacão, das marcas Eagl Rock, Valentina, Heli, Lisamour, Griss, Malvee e Cativa, além das marcas próprias do Paraíba como, Emepê e Vizzual.
Assista ao vídeo:

Suas compras podem ser parceladas em 10 vezes no Cartão Paraíba ou nos demais cartões. Corra e fique bem vestida com a coleção Plus Size do Armazém Paraíba.



Modelo: Thayane Carvalho


PL que concede doação de terreno para famílias carentes aguardará 2° votação para ser aprovado


Em meio a debates calorosos, foi levado para votação na sessão ordinária desta terça-feira (12), o Projeto de Lei (PL) de Nº 4.535/2019, de autoria do Poder Executivo, que trata da cessão de uso e posterior doação de lotes de terreno do patrimônio do município, para edificação de habitação residencial para famílias em situação de vulnerabilidade social, ou seja, para pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza. O Projeto precisava de 12 votos para ser aprovado. No entanto, nesta primeira sessão, a matéria obteve 10 votos favoráveis contra cinco desfavoráveis, sendo rejeitada neste primeiro momento. Agora a mesma retornará para uma segunda sessão que deve ocorrer ainda este mês ou em dezembro.

O terreno em questão está situada no Bairro Reis Veloso em uma 5.000 m² que havia sido repassada na gestão do então prefeito Florentino Neto (PT), para a construção de um sindicato dos servidores da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) – campus de Parnaíba. Entretanto, como o local nunca foi usado pela universidade, voltou para o município. De acordo com o Poder Executivo, a doação do terreno visa conceder moradia a 30 famílias selecionadas e cadastradas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc).
O vereador e líder do Governo Mão Santa na Câmara, Carlson Pessoa (Cidadania), acredita que a proposta conseguirá ser aprovada. “Este é o anseio destas 30 famílias que foram criteriosamente selecionadas pela Sedesc e esperamos que na próxima vez que a matéria vier para a Casa, seja aprovada para dar dignidade a estes parnaibanos”, ponderou.

PUBLICIDADE

Antes da votação, em atendimento a um requerimento da vereadora Neta Castelo Branco (DEM), o técnico do município com conhecimento da matéria, Sérgio Inácio, teceu informações detalhadas acerca do PL e esclareceu questionamentos dos parlamentares. A votação foi marcada por momentos tensos em Plenário, com participação ativa da população que lotou as dependências da Câmara. Enquanto os vereadores de situação defendiam a aprovação do PL afirmando que o mesmo visa beneficiar famílias carentes, dando oportunidade de moradia e dignidade aos beneficiários, os parlamentares de oposição ao Governo Mão Santa alegavam inconstitucionalidade e irregularidades na matéria e na seleção dos beneficiários.

Veja como ficou a primeira votação
Parlamentares que votaram a favor: Carlson Pessoa (Cidadania), Neta Castelo Branco (DEM), André Neves (PDT), Daniel Jackson (PTC), Diniz (PSDC), Bernardo Lima (PP), Francisco da Paz (PRB), Irmão Marquinhos (PSL), Joãozinho do Trânsito (PSL) e Joãozinho da Unimagem (PSDC).

Parlamentares que votaram contra: Reinaldinho (PTB), Daniel Miranda (PRB), Ricardo Veras (PSD), Fátima Carmino (), e Beto (PP).

Ausente: Ronaldo Prado (PPL). Vereador encontra-se em Teresina acompanhando a esposa em tratamento de saúde

Aprovação de Emenda Aditiva ao Projeto de Lei
Ainda na mesma votação foi aprovada a Emenda Aditiva ao referido Projeto de Lei para a criação de reserva de cadastro com pelo ou menos 20% do total dos 30 nomes indicados para o benefício dos lotes. A emenda assegura a substituição ou retirada do nome de eventuais contemplados que por ventura desistirem ou apresentarem alguma espécie de inviabilidade no que tange ao direito de obtenção da terra.

Por Luzia Paula, com fotos de Roberto William

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Navio da Marinha e helicóptero monitoram litoral do Piauí em busca de manchas de óleo

Navio Guarujá está sob o comando do capitão Benjamin Dante Lima, da Capitania dos Portos do Piauí.

O navio Guarujá vai monitorar o litoral piauiense em busca de manchas de óleo.

Um navio da Marinha vai iniciar nessa semana, o monitoramento do litoral do Piauí em busca de manchas de óleo. O último registro do material em praias do estado foi encontrado no dia 30 de setembro. O navio Guarujá está sob o comando do capitão Benjamin Dante Lima, da Capitania dos Portos do Piauí.

“O navio vai percorrer o nosso litoral diariamente se aproximando de costas e fazendo determinadas manobras para tentar observar a presença de óleo”, afirma o comandante.


Caso sejam avistadas manchas no mar, o comandante disse que várias forças serão acionadas para impedir que o material chegue às praias.

“Isso já seria um alarme antecipado, caso se constate a presença de óleo. Isso é importante para que a gente possa, por exemplo, convocar o Exército, Corpo de Bombeiros e convocar nosso destacamento de fuzileiros navais, caso seja encontrado óleo. Vamos estar nesse esforço coletivo para tentar mitigar os danos”, afirmou.

O comandante disse ainda que o monitoramento teve início ontem, mas por um helicóptero. “O navio começa essa semana, ontem foi feito o monitoramento aéreo. Uma aeronave da Marinha passou pelo litoral e todas as praias estão limpas”, garantiu.

Das 16 praias do litoral do Piauí, sete já foram atingidas pelas manchas de óleo que estão poluindo a costa da região Nordeste. Os dados são da Marinha. Os últimos registros aconteceram no dia 30 de setembro nas praias de Atalaia, Peito de Moça e Coqueiro - ambas em Luiz Correia - e Pedra do Sal em Parnaíba. O primeiro caso foi registrado no dia 28 de setembro na praia do Arrombado, e no dia seguinte em Cajueiro. Recentemente, o IBAMA disse que encontrou vestígios de óleo na praia do Pontal em Ilha Grande (a 326 km de Teresina).

Por Hérlon Moraes/Cidade Verde
Fotos: Marinha do Brasil

Escolas particulares de Parnaíba devem informar sobre cobrança de material de uso coletivo já incluso na mensalidade

Foi aprovado em primeira votação na sessão ordinária desta segunda-feira (11), o Projeto de Lei (PL) de N° 4.543/2019, de autoria do vereador Carlson Pessoa (Cidadania), que obriga escolas particulares de Parnaíba informarem que o custo dos materiais de uso coletivo já está incluso nas mensalidades do aluno.

Tais informações devem estar claramente expostas por meio de cartazes fixados nas secretarias das instituições de ensino, além de virem descritas nas listas escolares. O parlamentar apresentou o PL embasado na Lei Federal 12.866/2013, que trata do tema e também em uma Lei semelhante recentemente aprovada em Teresina.

“Na maioria das vezes o valor da mensalidade já é exorbitante e no decorrer do ano ainda cobram o material. Dessa forma, os pais terão a opção de comprar ou não, pois o valor já está embutido na mensalidade”, justificou Carlson.

Em caso de descumprimento, a escola estará sujeita a algumas sanções como, advertência num primeiro momento; em caso de autuação, multa no valor de R$ 500,00 a R$ 3 mil reais e reincidindo o fato, multa no valor de R$ 3 mil a R$ 6 mil reais.



Por Luzia Paula